Terça, 18 de Junho de 2024
23°

Tempo nublado

Maceió, AL

Geral Geral

Glossário de Libras para Administração está aberto a contribuições

Material ameniza barreiras no ambiente de trabalho e incetiva inclusão

10/06/2023 às 11h15
Por: Redação Fonte: Agência Brasil
Compartilhe:

O Glossário de Língua Brasileira de Sinais (Libras) em Administração, lançado no ano passado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), está aberto a contribuições.

O objetivo da ferramenta é facilitar a comunicação e a compreensão entre profissionais surdos e ouvintes no ambiente administrativo. O glossário foi elaborado por especialistas em Libras, em colaboração com profissionais da área de Administração e com a participação de membros da comunidade surda.

Vários sinais foram criados pelo docente do Senac em Betim Daniel Miranda, que também é surdo. Segundo ele, foi necessário conhecimento prévio em Administração e dos sinais já dominados pela comunidade surda para iniciar o trabalho.

“Agora é o momento de inclusão para todos. Muitos surdos têm dificuldade em obter informações sobre empreendedorismo e abrir um negócio, pois não estavam preparados”, ressalta Miranda.

Foram levados em consideração os termos específicos utilizados no campo, como gestão, liderança, planejamento estratégico, recursos humanos, finanças emarketing, entre outros.

De acordo com o professor, a participação de profissionais surdos nesse processo foi fundamental para garantir a precisão e a adequação dos sinais utilizados no glossário. Para ele, a abordagem inclusiva assegurou que as necessidades e as perspectivas da comunidade surda fossem consideradas, contribuindo para a criação de um recurso linguístico confiável e autêntico.

Quem quiser enviar contribuições deve encaminhar ao Senac a sugestão da palavra, juntamente ao vídeo mostrando o sinal desse termo em Libras, além do exemplo de aplicação em uma frase. Os endereços são [email protected] e [email protected].

População surda

De acordo com a última pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), em 2020 cerca de 5% da população brasileira era surda, o que corresponde a mais de 10 milhões de pessoas, sendo que apenas uma parcela dos deficientes auditivos se comunica por meio da Libras, indicando que o ensino da língua de sinais pode garantir uma educação mais inclusiva.

Em estudo feito pelo Instituto Locomotiva para a Semana da Acessibilidade Surda mostrou que, em 2019, cerca de 7% dos surdos brasileiros tinham ensino superior completo, 15% frequentaram a escola até o ensino médio, 46% até o fundamental, enquanto 32% não tinham um grau de instrução.

A Língua Brasileira de Sinais (Libras) é reconhecida como uma língua oficial no Brasil desde 2002.

*Estagiário sob supervisão de Akemi Nitahara

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários