Sábado, 23 de Setembro de 2023
27°

Tempo nublado

Maceió, AL

Geral Funarte

Funarte divulga agenda de eventos em seus espaços culturais

De e 9 a 15 de junho, agenda traz espetáculos de dança e teatro, exposições e oficinas de várias linguagens artísticas

09/06/2023 às 00h20
Por: Redação Fonte: Funarte
Compartilhe:
Detalhe de imagem de espetáculo “Máquina de Modelagem Temporal” na Sala Augusto Boal, Teatro de Arena Eugênio Kusnet (SP) - Funarte. Teatrologia Thor Vaz - crédito divulgação Edição CCOM Funarte
Detalhe de imagem de espetáculo “Máquina de Modelagem Temporal” na Sala Augusto Boal, Teatro de Arena Eugênio Kusnet (SP) - Funarte. Teatrologia Thor Vaz - crédito divulgação Edição CCOM Funarte

A Fundação Nacional de Artes– Funarte informou a programação de espaços culturais da instituição, localizados no Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Minas Gerais (MG). Um espetáculo de dança, no Rio de Janeiro, apresenta uma "etnocoreografia" antirracista, inspirada nos bailes funk; outra, em São Paulo, tem como base a cosmologia e a vida do povo indígena Guarani, num olhar sobre a sociedade não indígena. Também na Capital paulista se apresenta uma montagem teatral criada a partir da vida e da obra da poetisa portuguesa Florbela Espanca.

Entre as oficinas, também há novidades. As inscrições estão abertas para os cursos on-line com os temas:Rap e cultura hip hop, sambas da Bahia e violão, escuta ativa musical.Em São Paulo, é realizada a oficinaCapacitação em economia criativa com foco em elaboração de projetos culturais.

A programação conta com várias outras atrações. A agenda está disponível abaixo.

RIO DE JANEIRO (RJ)

DANÇA

Residência artística com apresentações

“Arruaça: festa e cidade”

O público é convidado a “transitar” num baile funk, como ponto de partida para uma “etnocoreografia” sobre “itinerários dançantes de uma cidade tropical inventada a partir de agonias e fluências reais”, diz a artista pesquisadora Mayara de Assis. A proposta é, com “sons e gestos afro-diaspóricos”, em uma “experiência afirmativa”, reunir as ideias de luto, prazer e liberdade. Fruto de uma residência artística, o trabalho é uma continuidade da produçãoArruaça, realizada pela facilitadora, em várias cidades, nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Espírito Santo – um “laboratório de estudos corporais cíclicos”, a partir das práticas da facilitadora, em pesquisa, dança e educação.

Dias 9 a 11 de junho, às18h
Ingressos: R$15. Meia entrada: R$30
Inscrições on-line em: https://www.sympla.com.br/arruaca-festa-e-cidade__2008738
Classificação indicativa: Livre
Duração: 120 min

Local: Teatro Cacilda Becker
Rua do Catete, 338 - Catete, Rio de Janeiro (RJ)

Coordenadora do projeto/diretora criativa e artística/facilitadora: Mayara de Assis – doutoranda em Educação (ProPEd/UERJ), bolsista Capes/MEC (pesquisa sobre “a cena contemporânea de dança”, “educação estética” e “práticas educativas antirracistas”).

SÃO PAULO (SP)

DANÇA

“Humanidades em Escuta”

A orientação de pesquisa para a dramaturgia coreográfica é da liderança indígena Jera Guarani, da Aldeia Kalipety, em Parelheiros, na Grande São Paulo. Fabiano Benigno assina a direção artística. Mergulhados, desde 2020, na cosmologia dos povos guaranis e nos modos de vida e plantio dessa etnia; em sua espiritualidade e musicalidade e na dança Xondaro; para refletirem as histórias dos “juruá” – em Guarani, pessoas “não indígenas”, ou “da cidade”, ou “brancas”. A cena mostra “o corpo em ruína através de um tempo gasto, um tempo velho e uma mudança para o tempo novo, a partir das aspirações dos sonhos, da festa e do que é ciclo”.

Fruto do projeto Humanidade em escuta – Corpos em ruínas, contemplado pelo 30º Programa de Fomento à Dança da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo

Dias 10 e 11 de junho, sábado, às 20h e domingo, às 19h
Entrada gratuita– a bilheteria abre 1h antes
Duração: 50 minutos
Classificação indicativa: 12 anos
Acessibilidade: rampas de acesso para as salas de espetáculos e para as galerias e banheiros acessíveis.
Parceria com dois estacionamentos: um em frente à entrada do Complexo Cultural Funarte SP a - preço: R$ 10 (por até três horas) e R$ 15 (por até 12 horas); e outro à Rua General Júlio Marcondes Salgado, 211 - preço: R$ 12 (por até três horas)

Local: Complexo Cultural Funarte SP - Sala Renée Gumiel
Alameda Nothmann, 1058 – Campos Elíseos, São Paulo (SP)

Com o Coletivo Corpo Aberto

TEATRO

“Florbela Espanca”

Inspirado na vida e na poesia de Florbela Espanca, resgata a figura histórica que, enfrentando as “restrições de espaço” que poderia ocupar na Portugal do início do século XX, tornando-se, “com merecida justiça”, uma das mais importantes poetisas do país no período. “Sua importância continua” – comenta a produção. “...foi uma mulher à frente do seu tempo, que ousou ser dona do seu destino [...] com audácia, desejos próprios e insubmissão”, em uma sociedade conservadora, “acostumada a negar a sexualidade, a inteligência e os talentos femininos”. “...nem as perseguições e tampouco as críticas sistemáticas” para “difamar sua obra e seu caráter, antes e depois de sua morte conseguiram destruir” seu legado – conclui.

De 15 a 18 de junho, quinta, sexta e sábado, às 20h, e domingo, às 19h
Ingressos: R$40. Meia-entrada: R$20
Classificação indicativa: 14 anos
Duração: 70 minutos
Capacidade: 99 lugares

Local: Teatro de Arena Eugênio Kusnet – Sala Augusto Boal
Rua Dr. Teodoro Baima, 94 – Vila Buarque, São Paulo (SP)
Realização: Grupo de Teatro O Dromedário Loquaz

“Máquina de Modelagem Temporal”

O espetáculo mostra “um manual de usuário para a chamada Máquina de Modelagem Temporal”, para a qual o teatro seria uma ferramenta. É exibido o funcionamento da “Máquina”, que se dá por meio do estímulo a memórias e de jogos interativos, “substâncias homeopáticas”, danças e fábulas. Os realizadores dizem que, a partir da repetição dessas práticas, ao longo de vários anos, seria possível realizar uma “modelagem temporal”. A dramaturgia constrói várias “camadas de significado e simbolismo conforme o passar dos anos”, com temas como o envelhecimento e a ressignificação da morte.

De 1º a 11 de junho, quintas, sextas e sábados, às 20h, e domingos, às 19h
Ingressos: R$30. Meia entrada: R$15

Classificação indicativa: 12 anos
Duração: 90 minutos
Capacidade: 99 lugares
Acessibilidade – Rampa. Não há elevadores
Não há estacionamento.

Local: Sala Augusto Boal – Teatro de Arena Eugênio Kusnet
Rua Dr. Teodoro Baima, 94 – Vila Buarque, São Paulo (SP)

Realização: Cia. Oceano de Artes Integradas
Saiba mais aqui.

ARTES VISUAIS

Exposições

Multilinguagens


Sandra Lapage
“Além do manto”

A instalação traz mais de 20 “tramas escultóricas, peças vestíveis” e performances com fotos e vídeos. Sua proposta é ser um convite à reflexão sobre hábitos de consumo e a uma “viagem sensorial”. É, ainda, apresentada em uma instalação sonora, de Bruno Gold. Na mostra, Lapage reaproveita materiais industriais, usados em larga escala, para abordar o problema do consumo e do lixo; as ideias de luxo e status na sociedade; e a oposição entre o que ela considera valioso e o que julga irrelevante e descartável.

Até 18 de junho, de terça-feira a domingo, das 14h às 19h
Visitação gratuita

Local: Galeria Mario Schenberg – Complexo Cultural Funarte SP
Alameda Nothmann, 1058, Campos Elíseos – São Paulo (SP)

Texto crítico: Cadu Riccioppo
Apoio: Galeria Eduardo Fernandes e Beck’s
Saiba mais aqui.

Fotografia

Marco Antônio de Sá
“Negra Devoção”

A proposta é mostrar como a cultura dos povos africanos do Congo e de Angola influenciou decisivamente as devoções e a cultura de onze estados brasileiros. São 50 fotografias, mostrando a diversidade das manifestações em honra de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito. O material foi obtido durante cerca de nove anos, na Bahia, no Ceará, em Goiás, no Maranhão, em Mato Grosso e Minas Gerais, na Paraíba, no Rio Grande do Norte, no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e em São Paulo. Tornou-se, ainda, a base para a tese de mestrado de Marco Antônio de Sá, na PUC – SP.

Até dia 18 de junho, terça-feira a domingo das 14h às 19h

Atividades gratuitas
Classificação indicativa: Livre

Local: Centro de Convivência Waly Salomão
Complexo Cultural Funarte SP
Alameda Nothmann, 1058, Campos Elíseos a – São Paulo (SP)
Saiba mais aqui.

CIRCO, DANÇA, TEATRO, ARTES VISUAIS, MÚSICA, ARTES INTEGRADAS

Oficina “Capacitação em economia criativa com foco em elaboração de projetos culturais”

Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com especialização em elaboração de projetos culturais pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), o ministrante, Michel França, é empreendedor com expertise na área. Ele destaca que a economia criativa abrange os setores de artes visuais, design, circo, dança, teatro, música, arquitetura, moda, mídia, publicidade, programas de computador, jogos eletrônicos, cinema, TV, rádio, editoração, turismo cultural e gastronomia, entre outros. Diz, ainda, que uma parte da oficina é o ensino para a elaboração de projetos culturais – que envolvem planos detalhados para eventos artísticos (incluindo festivais, exposições e produções teatrais), além de iniciativas para a preservação de patrimônio imaterial, entre outras.

Módulos:Economia criativa e arranjos produtivos; Leis, editais e captação de recursos; eElaboração, gestão, produção e prestação de contas de projetos culturais

Dia 15 de junho, das 15h às 18h
Inscrições gratuitas neste link

Local: Teatro de Arena Eugênio Kusnet
Rua Dr. Teodoro Baima, 94 - Vila Buarque, São Paulo (SP)
Saiba mais aqui

BELO HORIZONTE (MG)

DANÇA

“Outras de Nós”

A obra trata do universo feminino, através de vozes de diferentes mulheres, “encarnadas” em duas artistas de dança. Em seus corpos, “ressoam vozes múltiplas que se cruzam e se enlaçam como fios de uma teia”, dizem as criadoras. “Um trabalho que entrelaça gritos e segredos, filetes íntimos e protestos”, acrescenta. A criação começou por meio de uma interlocução com um trabalho em dança realizado pela diretora da peça, num setor psicológico penitenciário de Mulheres na França. A coreografia “Dá continuidade a este processo e dialoga com outros elementos que compartilham a temática do feminino”.

Acessibilidade

  • Dia 8 e 9 de junho (disponibilização com audiodescrição e Libras)
  • 11 de junho (disponibilização com tradução em Libras) às 19h30

Classificação indicativa: 16 anos

Local: Complexo Cultural Funarte MG
Rua Januária, 68 - Centro, Belo Horizonte (MG)

Direção Artística: Anamaria Fernandes | Intérpretes Criadoras: Beatriz Nobel e Duna Dias
Saiba mais aqui.

ARTES VISUAIS/TEATRO/MÚSICA

Exposição permanente

Carlos Villar
“Miniteatro de Óperas”

Obra de acervo da Funarte

A miniatura de um típico teatro lírico, representa cenários de óperas famosas, como tosca (Puccini); Aida, Rigoletto e La Traviata (Verdi); além de Carmen (Bizet), entre outras. O Miniteatro é composto por mais de 700 peças, entre cenários, bonecos, mobiliário e objetos cênicos. A caixa cênica reproduz o Theatro Municipal do Rio de Janeiro. O autor, Carlos Villar, é um ex-tenor.

Visitação - Primeira Temporada
De terça a sexta-feira, das 10h às 18h. Sábados, das 13h às 19h
Pesquisa e curadoria: Rita Lages Rodrigues e Maria Tereza Dantas Moura – Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – em parceria com a Funarte

Local: Complexo Cultural Funarte MG
Rua Januária, 68 - Centro, Belo Horizonte (MG)
Saiba mais aqui.

VIRTUAL

"Academia Arte de Toda Gente"

O Arte de Toda Gente disponibiliza cursos e oficinas à distância, por meio dos projetos Bossa Criativa, Sistema Nacional de Orquestras Sociais (Sinos) e Um Novo Olhar (UNO). Todas as ações são abertas e gratuitas; e ministradas por profissionais reconhecidos em suas áreas de atuação. Para participar, basta se inscrever no site. As pessoas que completarem todas as atividades recebem certificação.

Cursos

Inscrições abertas

Música/dança

  • Rap e Cultura Hip Hop

Música

  • Sambas da Bahia, uma materialização estética da diáspora
  • Violão - Curso 2
  • Escutativa(escuta ativa)

Teatro

  • Teatro+Educação+Acessibilidade

Pré-inscrições

  • Tuba

Classificação indicativa: Livre
Participação gratuita

Realização em parceria: Fundação Nacional de Artes – Funarte e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
Saiba mais aqui.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários